segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Quando as últimas são as primeiras :)

 Do autor/compositor C.N.Gil  o "lote" fica agora completo com esta lindíssima balada!


 Às vezes perco-me em saudades, quando pego neste papel   branco cheio das linhas que Deus fez, onde deixo a minha solidão gritar...

...e nesta  revolução de sentidos, viro o meu mundo ao contrário só para ficar tão perto de ti, de mim...

São pequenas  peças de teatro  com cor de   pecado...

...mas delas surge uma aqua luminae que me abre caminhos para lugares de sonho...
(texto reeditado - by BeijoMolhado)

8 comentários:

  1. E o que é que eu te vou dizer, melhere?
    ...é qu'eu já nem sei...

    Obrigado!

    :)

    ResponderEliminar
  2. Bom trabalho sobre um grande trabalho.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Ena pá!!!! Este post está brutal!!!!
    Não admira que ao Gil faltem palavras... até a mim!!!!
    Xpetakular!!!!!
    Beijos para ambos!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que o post foi do agrado de muitos :)
      Obrigada!!
      Bjs

      Eliminar