sexta-feira, 4 de abril de 2014

 Tremer é o começo de todas as coragens.
Se não começou com pernas e braços e tudo a tremer: Então é porque nunca chegou a acontecer
(Pedro Chagas Freitas In-Sexus Veritas)

4 comentários:

  1. Não podia concordar mais com esta tua frase...as coisas para serem sentidas ao rubro têm que ser sentidas em toda a sua extensão!

    beijo meu

    ResponderEliminar
  2. Ártemis,

    ...e o rubro acontece quando o coração quer saltar-nos pela boca!

    Beijo grande para ti :)

    ResponderEliminar